Por que todos os bons advogados devem produzir conteúdo e divulgar informação?

Por-que-todos-os-bons-advogados-devem-produzir-conteúdo-e-divulgar-informação-portal-conteudo-estrategico-fernanda gaiotto-conteudoestrategicooficial

Bons advogados se adiantam aos problemas

Defendemos que o advogado não deve necessariamente aguardar um cliente chegar com o problema. Até porque, o cliente pode desconhecer dos próprios problemas e possibilidades jurídicas.

O advogado deve se adiantar em seu exercício crítico de detecção de problemas, lacunas e soluções, e então apresentar isso aos potenciais clientes. Essa realidade não serve só para advogados, como também para profissionais de diversas áreas.

 

É claro que uma pessoa que está doente procura um médico para estancar o seu problema de saúde, assim como quando alguém sangra com algum problema jurídica chama um advogado. No entanto, uma pessoa aparentemente saudável também pode procurar um médico para se prevenir de diversos problemas ou para melhorar ainda mais a sua saúde e bem-estar.

Assim também é com uma pessoa ou empresa que recebe uma informação valiosa de um advogado, sem nem esperar por isso. Imagina o dono de uma empresa entender que ele pode recuperar certos créditos tributários e colocar dinheiro no bolso? Ou imagine uma pessoa que sofreu um acidente saber que ela não precisa arcar com as despesas de seu tratamento?

 

O poder da informação

Por-que-todos-os-bons-advogados-devem-produzir-conteúdo-e-divulgar-informação-portal-conteudo-estrategico-fernanda-gaiotto-conteudoestrategicooficial-informa

As leis são vivas, passíveis de contextualizações, interconexões com novas situações.
Todo advogado deve produzir conteúdo e divulgar informação também porque o próprio processo de produção de conteúdo é um movimento que gera resultados. Quando escrevemos, esboçamos uma ideia ou gravamos uma mensagem, precisamos organizar nossos pensamentos. Pensamentos organizados se transformam em INFORMAÇÃO.

Essa palavra, em sua origem, significa “formação da mente”, “ensinamento”.

 

Para o advogado que realmente entende que ele deve se antecipar aos problemas do cliente e fazer a “lição de casa”, apresentando constantemente novas soluções, a produção de conteúdo é simplesmente parte de um processo. Ele simplesmente compartilha aquilo que pratica. A produção de conteúdo deve ser um meio, e não um fim em si.

 

Quando ensinamos, quem mais se beneficia disso somos nós mesmos, e a informação “lançada” no ar cria seus próprios caminhos, trazendo de volta aquilo que emanamos. Não existe causa sem efeito, nem efeito sem causa.

Um dos trabalhos que fazemos na Conteúdo Estratégico é guiar e refinar o trabalho de advogados e escritórios de advocacia na produção de conteúdo relevante, com informação jurídica clara e acessível a qualquer pessoa. A reputação de qualquer pessoa ou marca está no que ela compartilha e transmite.
Planeje-se para fazer seu Marketing de Conteúdo em 2020.
Sinta o poder da informação.
Obtenha uma proposta customizada.

Compartilhar esta publicação

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe seu comentário

Scroll Up

Um livro especial para
a galera do Direito

Marketing Jurídico e
Google ADS para Advogados